Pilates para Gestantes

Benefícios do Pilates para Gestantes

Durante a gravidez, devido ao cansaço característico no início e ao excesso de sono, as mulheres deixam de praticar atividades físicas.

Realmente, algumas atividades não são indicadas, mas os movimentos do Pilates podem ser muito úteis, especialmente por fortalecerem o chamado “assoalho pélvico”, trabalhado com a ativação do “core”, o conjunto de músculos abdominais e dorsais, e facilitando o trabalho de parto normal, com diminuição do esforço realizado para a hora do nascimento.

Pilates para Gestantes

A partir do terceiro mês as grávidas podem se dedicar aos exercícios adaptados de Pilates com orientação específica. A adaptação dos exercícios é feita para todas as fases da gestação, sendo que alguns movimentos devem ser evitados devido aos cuidados que se deve ter com a barriga, como os que necessitam de quatro apoios ou em decúbito lateral.

O que deve ser observado, principalmente, é o conforto da gestante. Os movimentos devem ser feitos de forma a ajudar a melhorar a circulação, principalmente dos membros inferiores, evitando inchaços e câimbras.

Também, a prática regular, sempre acompanhada de um profissional capacitado para exercícios de gestantes, pode melhorar a tensão na parte superior das costas. Assim, o bebê recebe mais oxigênio.

A atenção do instrutor deve estar focada nas fases da gestação e na alteração do centro de força e de equilíbrio da futura mamãe, que vai mudando de acordo com o crescimento da barriga.

Além de evitar o ganho de peso durante a gestação, o Pilates faz com que a mãe fique mais relaxada, por combater o estresse e os pontos de tensão, e ainda fortalece a musculatura para um parto tranquilo.

Após o parto, a mulher já pode voltar a realizar os exercícios, com acompanhamento, depois de 30 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *